Marketing B2C: como usar a geolocalização para atrair mais clientes


Passar em frente a uma loja e ser chamado pela vendedora para conhecer as ofertas é uma situação ainda comum em alguns estabelecimentos de rua. É até possível conseguir clientes dessa forma. Afinal, eles já estão ali mesmo e não custa nada entrar e explorar.

Vender para consumidores finais (o chamado business to consumer, B2C) é diferente de negociar com empresas (o modelo business to business, B2B). Enquanto o B2B envolve operações de venda em atacado, para revenda ou corporativa, o marketing B2C se ocupa do varejo tradicional, que requer mais proximidade com o comprador.

Nesse sentido, a geolocalização faz algo semelhante, mas com mais técnica e precisão. Isso é possível porque já existem plataformas que permitem cruzar e gerenciar quaisquer tipos de dados, em tempo real, vindos de objetos em movimento (como carros, ônibus e, claro, pessoas), estáticos e até informações externas.

Essas informações, que podem ser combinadas, transformadas e analisadas à exaustão, ajudam a encontrar insights sobre os clientes. E isso é muito valioso no cenário de concorrência acirrada atual: é necessário, cada vez mais, conhecer melhor o público-alvo, para saber quais são suas expectativas e poder atendê-las.

Acompanhe a leitura do artigo e saiba mais sobre essa tendência.

Varejo

Quando falamos em marketing B2C, que envolve diretamente o cliente final, é essencial compreender a jornada do consumidor. Se pensarmos no e-commerce, por exemplo, a navegação do usuário pelo site oferece inúmeras pistas sobre suas preferências e ajuda a guiar a forma como estabelecer um relacionamento com ele.

Com a geolocalização, isso fica viável também nas lojas físicas. Afinal, quando aliamos geolocalização e big data, um passeio do cliente pela loja permite descobrir informações sobre ele até mesmo quando não há interação com o vendedor.

É possível, por exemplo, usar etiquetas inteligentes na sacola de compras para registrar os setores visitados pelo cliente e o tempo de permanência em cada um deles. Outra opção são os smart beacons, que se comunicam com smartphones e tablets, e podem oferecer informações e descontos.

Personalização

Esses dados, em conjunto com os que estão no cadastro do cliente e até nas suas redes sociais, permitem que a empresa conheça particularidades de cada consumidor e, a partir disso, possa oferecer informações e indicar produtos adequados à sua realidade, aos seus desejos e à sua necessidade.

Com isso, o processo de compra se torna mais dinâmico e passa a atender às expectativas do consumidor de forma mais precisa. Assim, fica mais fácil conquistá-lo e fidelizá-lo.

Localização

Encontrar potenciais clientes é um trabalho constante das empresas. Com a geolocalização, é possível localizá-los em um determinado país, estado, bairro ou até mesmo ao redor da loja — dependendo do objetivo da ação. Chegar a eles com uma oferta, em tempo real, enquanto passam em frente ao estabelecimento pode ser a diferença entre conquistá-los ou perdê-los.

Assim, o dono de um restaurante em Foz do Iguaçu (ou em qualquer outra localidade do Brasil, ou do mundo) pode preparar ofertas para turistas que estão visitando a cidade. E como encontrá-los? A partir de dados de suas redes sociais, por exemplo, ou mesmo dos check-ins que fizerem nas proximidades.

Basicamente, basta conhecer a localização do público-alvo para passar a interagir com ele e oferecer uma experiência que agregue valor. Vale lembrar que é essencial ficar de olho nas preferências e nos desejos do consumidor, já que ofertas pouco relevantes podem ser prejudiciais à imagem do estabelecimento.

Para que seja efetiva, portanto, uma estratégia que use o marketing B2C por geolocalização não pode ser feita ao acaso. A segmentação correta é essencial para que a empresa possa oferecer ao consumidor exatamente o que ele busca.

Quer entender ainda melhor como o marketing por geolocalização pode melhorar os resultados da sua empresa? Assine nossa newsletter e fique por dentro de novidades sobre o tema.

andrezza.vieira
About me

Deixe um comentário:

Seu email não será publicado.