Passo a passo: use pontos múltiplos para criar mapas e rotas


Na hora de realizar entregas e transportes em geral, é muito comum que a empresa aproveite o caminho para realizar múltiplas tarefas. Em vez de fazer uma entrega, retornar para a empresa e sair de novo, um mesmo veículo pode aproveitar uma rota para fazer diversas entregas, por exemplo.

Sendo assim, um bom planejamento de rotas não se baseia mais apenas em determinar o caminho entre um ponto e outro, mas, sim, em utilizar pontos múltiplos, a fim de contribuir para a qualidade logística e para o aumento na produtividade.

Quer saber como fazer da maneira adequada? Veja a seguir como utilizar pontos múltiplos para criar mapas e rotas:

Escolha a ferramenta adequada

Para criar rotas com pontos múltiplos, o primeiro passo é a escolha da ferramenta que será utilizada. Atualmente, uma das principais referências nesse sentido é o Google Maps, devido ao seu uso em escala e constantes atualizações.

Porém, há outras ferramentas integradas que otimizam essa tarefa. Ao adotar um serviço de geolocalização integrado ao Google Maps, por exemplo, há mais chances de conseguir resultados mais adequados à realidade do seu negócio.

Defina o ponto de saída

Uma vez escolhida a solução desejada, a próxima etapa consiste em definir qual será o ponto de saída da rota. Embora possa se tratar do local da própria empresa, também é possível considerar a saída a partir de centros de distribuição estratégicos.

O importante é que ele seja o primeiro a ser marcado no mapa, já que vai ajudar a definir a rota de acordo com os outros pontos.

Acrescente os pontos múltiplos

Depois de definir qual é o ponto de saída, a próxima etapa consiste em marcar os pontos múltiplos no mapa. Isso pode ser feito tanto escolhendo o ponto diretamente no mapa ou, como é mais comum, fazendo a entrada do endereço correspondente.

Os pontos devem ser entrados um de cada vez, de modo que a rota vá sendo desenhada conforme eles são acrescentados. O acréscimo dos pontos múltiplos também vai mudar o tempo estimado de entrega e a rota a ser seguida para chegar aos destinos de interesse.

Faça testes com a ordem dos pontos

Você vai notar que, dependendo do caso, é possível que o mapa com pontos múltiplos mostre rotas diferentes dependendo da posição em que você coloca cada um deles. Isso porque o mapa vai sugerir rotas visando a fornecer o menor e mais conveniente caminho, mas nem sempre isso está de acordo com as suas expectativas.

Por isso, na hora de acrescentar os demais pontos, vale a pena fazer testes, invertendo as ordens e mudando a forma como os pontos são acrescentados. Ao se preocupar em acrescentar primeiramente os pontos mais próximos do ponto de saída, o resultado tende a ser melhor.

Ao criar mapas e rotas com pontos múltiplos, a empresa conseguirá ser mais eficiente em suas entregas, melhorando os índices logísticos. Seguindo esses passos, vai ficar mais fácil obter um resultado adequado e otimizar a logística como um todo.

Se você tem interesse em conteúdo como este, siga nossa página do LinkedIn e curta a nossa página no Facebook.

andrezza.vieira
About me

Deixe um comentário:

Seu email não será publicado.