Segurança na estrada: como garantir por meio da gestão de transporte?


Em 2015, o prejuízo com roubos de carga ultrapassou o valor de R$ 1,2 bilhão. Além desse tipo de problema, ainda há perdas relacionadas a acidentes (como derramamento de produto), saques nas rodovias e perda de integridade dos itens que estavam sendo enviados ao cliente.

Por isso, é fundamental considerar a segurança na estrada como parte do planejamento estratégico da empresa. Assim, é possível melhorar a eficiência logística e também diminuir as perdas financeiras.

Acompanhe o texto de hoje e conheça 5 dicas de gestão de transporte para melhorar os níveis de proteção da sua frota:

Faça uma avaliação e seleção de veículos

O primeiro passo para garantir um transporte seguro é escolher o veículo mais adequado. Uma carga inflamável, por exemplo, deve ser transportada em um caminhão próprio para esse tipo de produto. De maneira semelhante, uma carga muito grande deve ser transportada por um veículo que tenha capacidade para ela.

Com essa avaliação, você evita que a carga entre em situações de risco antes mesmo de o transporte ser iniciado.

Garanta o carregamento adequado da carga

Depois que o veículo for escolhido, o próximo passo inclui o carregamento adequado. Essa etapa é mais importante do que parece, já que vai oferecer segurança no transporte em si e também integridade para os itens.

É preciso, por exemplo, balancear o peso para evitar que um dos eixos fique mais levantado do que o outro. Também é importante respeitar a capacidade de carregamento, mas ao mesmo tempo, se houver espaços vazios, garantir que os itens fiquem seguros e bem presos para que cheguem de maneira adequada ao cliente.

Realize a manutenção periódica

Tanto o uso constante quanto a falta de utilização de um veículo causam desgastes nos equipamentos. O freio pode se tornar menos seguro, os pneus podem perder atrito e muitas outras situações podem surgir. Todas elas, juntas ou isoladas, causam riscos à segurança.

Sendo assim, o recomendado é realizar revisões e manutenções de maneira periódica e preventiva. Além de aumentar a segurança, essa é uma medida que ainda otimiza os componentes, levando à melhora de desempenho.

Planeje e monitore a rota percorrida

Rotas diferentes normalmente apresentam níveis de segurança e de confiança distintos. Além de condições da estrada e fluxos de veículos, há diferenças quanto à suscetibilidade a ações criminosas.

Por causa disso, vale a pena planejar quais rotas deverão ser percorridas a fim de a maximizar a segurança. Para garantir que esse plano seja cumprido, o monitoramento de veículos por meio da geolocalização é uma boa solução.

Além de garantir que o motorista siga pelo caminho planejado, é possível identificar paradas imprevistas e também rastrear o veículo caso ele seja roubado ou interceptado.

Treine os motoristas

O comportamento dos motoristas tem total influência na segurança do transporte. Caso o profissional ande em alta velocidade, faça ultrapassagens perigosas ou mesmo dê informações a terceiros em suas paradas, o risco para a carga é maior.

Sendo assim, é importante treinar os motoristas para que desempenhem suas atividades com segurança. Além de oferecer informações a respeito de direção defensiva e responsável, por exemplo, é importante tratar de boas práticas de atuação para proteção da carga.

Para aumentar a segurança na estrada, a gestão deve atuar em todos os aspectos do transporte, desde a escolha do veículo a ser utilizado até o treinamento de motoristas. Dessa forma, é possível ter um processo completo, seguro e mais eficiente.

A segurança é apenas um dos desafios logísticos e para ter bons resultados: é necessário identificar todas as ameaças. Por isso, aproveite para conhecer 4 dificuldades logísticas e saber como superá-las.

andrezza.vieira
About me

Deixe um comentário:

Seu email não será publicado.