5 dicas para reduzir custos no envio de produtos


O envio de produtos não é apenas uma das etapas que exigem mais planejamento por parte da gestão logística, mas também a que consome uma considerável quantidade de recursos. Ter um envio muito caro fará com que o preço do produto se eleve e perca competitividade, ou simplesmente com que a empresa perca sua margem de lucro.

Sendo assim, é importante agir de modo a reduzir os custos envolvidos no processo. Ao mesmo tempo, descuidar da qualidade e da eficiência não é uma opção, certo? Para chegar lá (sem prejuízo à excelência no serviço), confira agora 5 dicas para reduzir custos no envio de produtos!

1. Faça um bom planejamento de rotas

A tecnologia é uma grande aliada para diminuir os custos ligados ao frete quando usada corretamente. Nesse sentido, uma das possibilidades inclui realizar um planejamento de rotas. Com o uso de recursos como a geolocalização, por exemplo, é possível determinar qual o melhor trajeto para otimizar a entrega.

Isso economiza combustível e tempo, aumentando a disponibilidade de veículos para realizar novas entregas. Além disso, permite o uso de rotas seguras, evitando roubos e desvios, que causam prejuízos e que encarecem todo o processo de transporte.

2. Escolha os modais certos de transporte

Também é muito importante escolher o modal adequado de transporte. Quem decide utilizar o transporte aéreo, por exemplo, pode até conseguir redução no tempo de entrega, mas vai ter que encarar um custo muito maior.

O ideal é ficar com opções mais em conta, como o transporte rodoviário. Dependendo do caso, vale a pena pensar em um processo intermodal, utilizando mais de um meio para chegar a resultados melhores.

3. Reduza o número de viagens

Ao realizar entregas em que o veículo não está completamente carregado (a chamada less than truckload), a empresa desperdiça dinheiro, ainda que o transporte seja terceirizado. Isso porque um espaço que poderia ser aproveitado fica vazio, o que cria a inconveniente necessidade de novas viagens e novos gastos.

Para evitar isso, o ideal é reduzir o número de viagens, o que pode ser feito com o agrupamento de entregas para locais adjacentes ou pela negociação e agendamento de entregas. Isso otimiza ao máximo o processo de transporte, permitindo que o custo médio do envio seja menor!

4. Modifique o local de partida

Muitas vezes, o frete está mais caro do que o desejado porque o local de onde saem os veículos não é realmente estratégico. Ao descentralizar essa entrega, por outro lado, levar o produto até o cliente pode sair mais em conta.

Nesse caso, vale a pena considerar o uso de centros de distribuição em locais estratégicos, como na região com mais pedidos e/ou na região com os clientes mais importantes. Embora isso gere um gasto inicial, é um investimento para tornar tudo mais simples e a entrega mais em conta.

5. Monitore os resultados constantemente

Por mais que o custo com envio de produtos chegue a um patamar adequado, é fundamental continuar a monitorá-lo e otimizá-lo. Se houver uma mudança na região mais frequente de pedidos ou no custo dos insumos de transporte, por exemplo, o valor pode subir novamente.

Sendo assim, é importante acompanhar os resultados constantemente, como o custo médio de frete e aqueles com envio de produtos no mês. A partir daí, continue empreendendo ações como geomarketinguso de tecnologia e planejamento em geral para não apenas manter o valor mais baixo, mas também para conseguir reduzi-lo ainda mais.

Ao colocar essas dicas em prática, é possível diminuir o valor associado ao envio de produtos, garantindo que os clientes fiquem satisfeitos e que o negócio não perca competitividade ou lucratividade.

Quer mais dicas para uma logística impecável? Então curta a nossa página no Facebook e fique por dentro das novidades!

andrezza.vieira
About me

Deixe um comentário:

Seu email não será publicado.