Monitoramento de concorrência por geolocalização: 5 motivos para acompanhar


Com um mercado cada vez mais competitivo, o monitoramento de concorrência é crucial para uma empresa criar estratégias de negócio eficazes e, com isso, não perder terreno na área de atuação. Se por um lado houve aumento de informações e mudanças contínuas no cenário econômico, por outro também ocorreu o surgimento de tecnologias que facilitam a tomada de decisão de um gestor.

Uma das ferramentas que ajuda bastante no monitoramento de concorrência é a geolocalização. Veja, a seguir, cinco motivos para utilizá-la na sua empresa.

Leitura fácil de dados em mapas

Mapas e relatórios em papel estão sendo deixados no passado. Se antigamente o monitoramento de concorrência era uma tarefa árdua, já que se demorava muito tempo para se chegar a uma análise confiável das informações, hoje em dia essa atividade ficou mais fácil.

Com a geolocalização, é possível mapear uma série de dados, desde pontos de venda (PDV) até estatísticas de consumo. O uso dos chamados dados georreferenciados permite o estudo de diferentes variáveis de um negócio. Por exemplo, o gestor pode ter um mapa das entregas de determinado produto e, com isso, acompanhar movimentos espaciais de demanda.

Monitoramento de concorrência para antecipar reações

Um dos grandes temores de um gerente é ser pego de surpresa com alguma notícia negativa. No mundo dos negócios, isso pode significar prejuízo. Ainda assim, quando se usa a geolocalização a favor da empresa, é possível fazer o monitoramento de concorrência de modo a se precaver de uma possível expansão de mercado. Ao saber que um negócio adversário se movimenta para determinada região, pode-se criar estratégias de reação para conter esse avanço.

Antever tendências de mercado

Quem ocupa primeiro um espaço “vazio” ou subutilizado no mercado, aumenta as chances de se tornar líder nesse segmento ou nicho. Uma vez que se acompanha, quase em tempo real, o andamento de uma tendência, é possível tomar decisões rápidas para se posicionar diante de um determinado fenômeno.

Quando se faz um monitoramento de concorrência, pode-se perceber movimentos, por exemplo, de interiorização e, com isso, rever o planejamento estratégico da empresa para se adequar a essa situação.

Mensuração de resultados

No contexto atual, com o avanço da tecnologia, ficou muito mais fácil mensurar operações e resultados. A vantagem da geolocalização é permitir a visualização em mapas dos dados obtidos de forma a tornar a tomada de decisão mais assertiva, além de diminuir os riscos.

Por exemplo, os chamados “mapas de calor” podem representar a intensidade de determinada variável, como consumo de um produto, em várias regiões. O gestor pode filtrar a visualização por estado, cidade ou bairro, e com isso, pensar estratégias específicas para cada realidade.

Utilizar a Inteligência Geográfica de Mercado

Se você parar para pensar, praticamente todo tipo de dado possui uma localização associada a ele. Uma vez que se une o dado ou a informação à posição geográfica, é possível criar mapas altamente precisos sobre diversas variáveis importantes para um negócio.

A plataforma de inteligência geográfica Landmark, da Maplink, por exemplo, permite que o usuário crie uma série de mapas temáticos, com funcionalidades customizadas, que tornam as ações de geomarketing mais assertivas. Já imaginou visualizar em um mapa as áreas em que a atuação da sua empresa é mais frágil? Dessa forma, você pode tomar medidas pontuais para reverter tal ocorrência.

A empresa onde você atua faz monitoramento de concorrência? Deixe sua resposta aqui nos comentários do blog. Participe!

Bruna Costa
About me

Deixe um comentário:

Seu email não será publicado.